Todas as Receitas geradas pela plataforma Memed, impressas ou em formato digital, possuem um QR Code com a finalidade de facilitar o acesso e a validação da receita digital tanto para o paciente quanto para a instituição (farmácias, laboratórios ou mesmo a empresa onde o paciente trabalha, em casos de atestados, por exemplo) que irá receber o documento.

Quando o paciente for realizar a compra do medicamento na farmácia, o mesmo pode apresentar tanto o celular quanto o PDF da receita, em arquivo digital ou impresso, para efetuar a compra. Dessa forma, a farmácia realiza a leitura do QR Code para visualizar o conteúdo na ferramenta de dispensação e seguir com os procedimentos da drogaria.

Já para outras instituições, como Laboratórios de Exames, Clínicas ou Empresas (no caso de atestados), o paciente realiza o download do PDF (segunda foto), disponível na via digital, para encaminhar aos solicitantes.

Essas vias devem ser validadas exclusivamente no Portal de Validação de Documentos Digitais do Governo, o ITI, com o PDF original encaminhado pelo paciente.

Importante: O QR Code não é a assinatura digital do médico. Embora o QR Code já seja utilizado por muitas empresas, principalmente no campo publicitário, na área da saúde ainda é algo recente e que pode gerar desentendimento entre profissionais da área e pacientes. E, por isso, reforçamos que sempre que houver algum código nas Receitas Memed, ele não indica necessariamente que a receita foi assinada digitalmente. Já que, por exemplo, o médico pode entregar uma via física assinada manualmente para o paciente e mesmo assim a via conter um QR Code visível no documento, que serve unicamente para visualizar o conteúdo de forma digital.

Para exemplificar, fotografe o QR abaixo com seu celular e visualize uma receita teste sem assinatura digital:

Encontrou sua resposta?