Para garantir a veracidade das receitas digitais, é necessário validar o documento no portal ITI (Instituto Nacional de Tecnologia da Informação). Com esta ferramenta, todos os arquivos recebidos em PDF pelo laboratório podem ser verificados e validados quanto a sua autenticidade.

Dessa forma, a instituição garante que a receita apresentada pelo paciente é válida e pode liberá-lo para realizar os exames conforme solicitado pelo profissional.

O Governo disponibilizou dois verificadores:

  • Primeiro verificador, clique aqui: ele funciona para identificar se o documento foi assinado digitalmente, mas não verifica se foi prescrito por um médico;
  • Segundo verificador, clique aqui: ele funciona para identificar se o documento foi assinado digitalmente, e confere se os dados do médico coincidem com o cadastro do CFM.

Primeiro verificador:

Segundo verificador:

Importante: As solicitações de exames devem ser verificadas pela página “FARMACÊUTICO (A)” dentro do "segundo verificador", pois nossa plataforma gera apenas PDF's marcados como "prescrição" e não como “Solicitação de Exame”.

Qualquer dúvida, fale conosco via chat.

Encontrou sua resposta?