Utilizamos um ID externo (pode ser um documento criptografado ou um id da própria base de dados) para identificar features do paciente, como o alerta de alergias e o histórico de prescrição, além de evitar problemas com homônimos. Sempre que for definido um novo paciente é obrigatório o envio do idExterno.

Se o receituário for simples, apenas o nome do paciente é necessário.

Em receituários de controle especial, é requerido o nome, endereço e cidade.

No caso dos receituários de medicamento de alto custo (LME - SUS), é requerido nome completo, peso, altura, nome da mãe, diagnóstico e anamnese.

Caso o médico queira encaminhar uma cópia digital da receita para o paciente, pedimos o número do celular para enviar via SMS.

Estamos à disposição para eventuais dúvidas no chat!

Encontrou sua resposta?